Fonte: economia.estadao.com.br

Apesar de estar no meio de um processo chamado de ‘dual track’, em que a empresa analisa concomitantemente uma fusão e aquisição (M&A, na sigla em inglês) e uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), a Notredame Intermédica, controlada pela Bain Capital, caminha para a fase due dilligence. Essa etapa começa em maio com a análise de mais dados por parte dos interessados que continuam na disputa para que então seja feita uma oferta vinculante e escolhido o vencedor.

Leia mais...

Fonte: saudebusiness.com

O conglomerado chinês Fosun, conhecido como a Berkshire Hathaway chinesa, se associou à gestora de hospitais e planos de saúde Hapvida para realizar uma proposta pelo controle da Intermédica, colocada à venda pelo fundo americano Bain Capital.

Leia mais...

Fonte: folha.uol.com.br / Por: Natália Cancian

O Ministério da Saúde irá fechar as unidades próprias do programa Farmácia Popular, que distribui medicamentos gratuitos ou com até 90% de desconto no país.

A decisão, que já estava em estudo nos últimos meses, foi tomada nesta sexta-feira (31), após reunião com representantes do ministério e de secretários estaduais e municipais de saúde.

Ao todo, 393 unidades do programa, que eram custeadas pela União, deixarão de receber verbas federais a partir de maio e podem ser fechadas.

Leia mais...

Fonte: valor.com.br / Por: Carolina Mandl

A perspectiva de recuperação da economia brasileira deve movimentar o mercado de fusões e aquisições neste ano. Ninguém arrisca um exercício de futurologia para fazer projeções, mas a percepção de banqueiros de investimento e advogados é que a expectativa de retomada econômica trouxe um ânimo adicional para potenciais compradores. Do lado das companhias, a notícia vem em boa hora, já que para muitas delas a venda de ativos é a única alternativa para reestruturar seus passivos.

Leia mais...

Fonte: ans.gov.br

Foi publicada na edição desta sexta-feira (24/03) do Diário Oficial da União a Portaria nº 8.851, que institui um Grupo de Trabalho (GT) composto por servidores da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) para avaliação da proposta de criação de Plano de Saúde Acessível, encaminhada para a reguladora pelo Ministério da Saúde. 

O GT contará com representantes das cinco diretorias da ANS e da Procuradoria Federal junto à Agência para avaliar o conteúdo recebido. 

Em seguida, será aberta a etapa de participação social, que deverá contar com a colaboração de representantes de órgãos de defesa do consumidor, entidades médicas, instituições do setor de saúde, universidades, operadoras de planos de saúde, servidores da ANS, entre outros. 

Leia mais...

Fonte: oglobo.globo.com / Por: Ligia Bahia

Empresas privadas de saúde pretendem vender planos mais baratos com menores garantias de acesso e uso.

A associação causal entre saúde e as condições de vida e trabalho foi estabelecida no século XVII. Mudanças nos padrões de emprego e renda afetam positiva ou negativamente a morbidade, mortalidade e longevidade. A comprovação científica contribuiu para a passagem à modernidade, fundamentada nas declarações de direitos humanos. Os sistemas públicos de saúde foram constituídos pela justaposição das acepções sobre os direitos inalienáveis dos indivíduos, independentemente das leis vigentes aqui ou ali ou do pertencimento a grupos sociais, à substituição de parte das atribuições da caridade por instituições públicas com acesso universal.

Leia mais...

Topo